Jornal de Pomerode


Gelson Merisio critica a nova reforma política

O deputado estadual e presidente do PSD de Santa Catarina, Gelson Merisio, fez críticas à reforma política, aprovada há uma semana. Não só as campanhas não serão barateadas, como um fundo bilionário com recursos públicos (estimado em 1,7 bilhão) vai ser usado para o financiamento de campanhas.

30fcd90ea308b3b89f5ad2ee6bdbfbe8.jpg Foto: Divulgação

O deputado estadual e presidente do PSD de Santa Catarina, Gelson Merisio, fez críticas à reforma política, aprovada há uma semana. Não só as campanhas não serão barateadas, como um fundo bilionário com recursos públicos (estimado em 1,7 bilhão) vai ser usado para o financiamento de campanhas – e já vale para as eleições do ano que vem.

Gelson Merisio, que é apontado como o pré-candidato do PSD a governador de SC em 2018, criticou a reforma: “O que foi aprovado não é uma reforma política, é um remendo mal feito. É o retrato de uma Câmara, absolutamente desconectada com a sociedade. As regras do processo eleitoral barram a entrada das novas lideranças”, considera Merisio.

“Não baixou o custo das campanhas, infelizmente. Eu, sinceramente, acredito que o Brasil daria um salto de dez anos na oxigenação do processo político se criássemos caminhos que incentivem a maior participação dos jovens e das mulheres na vida pública”, completa o deputado, já que segundo ele as novas regras favorecem quem já está no poder. Acompanhe os principais pontos de mudança na reforma no infográfico.



Tags:
Veja também:









Publicidade

  • f782967c3aaf9debcc3e55baaade247c.jpg