Jornal de Pomerode

Edição Impressa



Floresta fica com o vice da Copa Interligas do Vale

Não deu. No domingo, dia 29 de julho, o Floresta não foi páreo para o Rio do Ouro e acabou sendo derrotado, pelo placar de 3 a 0, terminando com o vice-campeonato da Copa Interligas do Vale. A partida decisiva foi realizada em Itajaí, no estádio Estádio Augusto Bráulio Werner.

47d994d62a8539329db475cb864fc696.jpg Foto: -Presidente da LPD, Ademar Ramthun, entregou a premiação ao capitão do FlorestaLiga Itajaiense de Desportos

Não deu. No domingo, dia 29 de julho, o Floresta não foi páreo para o Rio do Ouro e acabou sendo derrotado, pelo placar de 3 a 0, terminando com o vice-campeonato da Copa Interligas do Vale. A partida decisiva foi realizada em Itajaí, no estádio Estádio Augusto Bráulio Werner. Com o título, a equipe da casa representará o Vale do Itajaí no Campeonato Catarinense de Futebol Não Profissional.

Os gols que deram o título ao Rio do Ouro foram marcados por Julio Cezar e Maninho, na primeira etapa, com Pinheiro dando números finais, já no fim do confronto. Ao término da partida, os presidentes das ligas organizadoras, juntamente com José Carlos Goulart Júnior, representante da Federação Catarinense de Futebol (FCF), distribuíram a premiação aos finalistas.

O técnico do Floresta, Ivo Brehmer, avalia que a equipe se apresentou muito abaixo daquilo que poderia ter rendido, na decisão. “Não jogamos bem o primeiro tempo e, quando ‘acordamos’, já estava 2 a 0 para o adversário. Isso que eles já tinham perdido um pênalti, cometido logo aos dois minutos, bem ao contrário da nossa estratégia, que era totalmente diferente, de tranquilidade e esfriar o jogo no início. Na segunda etapa, o time se arrumou e dominamos a partida completamente, no entanto, mas não conseguimos reverter esse domínio em gols. Em resumo, não fizemos um bom jogo e não merecemos ganhar o campeonato”, enfatizou.

Para o meio-campista Juninho, o time pomerodense “perdeu” o título em casa, no jogo de ida da decisão. “Fiquei extremamente chateado com a nossa primeira partida, onde pecamos, permitindo o empate no fim do jogo, nos últimos minutos. Ali perdemos a oportunidade de levar a decisão para a casa deles com uma vantagem. Não fizemos o dever de casa e eles fizeram. De qualquer forma, agradeço ao Floresta pela oportunidade e parabenizo a equipe do Rio do Ouro, que mereceu o título, pelo jogo que fizeram”.

Brehmer também fez uma avaliação da competição, a qual considerou, positiva. “Foi um campeonato organizado até certo ponto, uma vez que a Copa Pomerode está acima, em todos os aspectos. Mesmo assim, apesar de pequena, com apenas quatro equipes, a competição ficou acima da expectativa. Só realmente ficamos tristes porque gostaríamos de ganhar, seria inédito para o clube, mas não fomos competentes para isso. Outro fator importante foi a montagem do time, muito ‘em cima da hora’. Tivemos uma semana, praticamente, para definir e montar a equipe, por isso, não realizamos nenhum amistoso. Mas isso não é desculpa, tínhamos totais condições de ter sido campeões e não fomos, infelizmente”, finalizou.

A data para início do Campeonato Catarinense de Futebol Não Profissional, organizado pela FCF, ainda será definida, em Congresso Técnico.



Galeria de fotos: 1 fotos
Créditos: Liga Itajaiense de Desportos
Tags:
Veja também:









Publicidade

  • 
    50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg