Jornal de Pomerode

Edição Impressa



Festival de Artes de Pomerode em sua primeira edição

Evento gratuito acontece neste domingo, 10 de dezembro, na Praça Jorge Lacerda, e tem como objetivo reunir a diversidade cultural de nossa cidade e região.

9f3010c7bdb65dd2b19615978dbd0fcf.jpg Foto: -As organizadoras do evento acreditam que esta não será a única edição Divulgação

O primeiro Festival de Artes de Pomerode já tem data confirmada: 10 de dezembro. O evento acontece das 15h às 19h, na Praça Jorge Lacerda, e tem apoio da Secretaria de Cultura de Pomerode, com organização de Carol Diezel e Luisa Uribe.

Segundo a organização, a ideia é que artistas da cidade e da região, em suas diversas formas de expressão, encontrem um espaço público para mostrar a sua arte. “Esse movimento é muito enriquecedor em vários sentidos, tanto para o artista, que tem a possibilidade de mostrar o seu trabalho, como para a população, em geral, que tem a chance de conhecer, vivenciar, reconhecer e valorizar a diversidade artística e cultural que temos na nossa cidade”, esclarecem as organizadoras.

Haverá diversas apresentações, entre elas: Banda de Rock Contemporâneo Coruja Branca, Grupo Folcórico Edelweiss, Malabarismo com Carlos Diezel, Muay Thai, com a Associação Cultural Desportiva de Artes Marciais, Grupo de Hip Hop Infantil de Pomerode, Grupo de Teatro Musical da Escola Curt Brandes e música brasileira, com Wilson Pereira Junior.

 Após as apresentações, o coreto estará aberto para a Jam Session, ou seja, músicos terão a oportunidade de se apresentar sem uma inscrição prévia, conforme inscrição realizada na hora. É a chance pra quem quiser mostrar seu talento. Leve seu instrumento, se tiver interesse.

Também haverá oficinas de malabares (para produzir as bolinhas e aprender a jogar), origami, colagem, Muay Thai e Yoga (todas para crianças e adultos) e mais uma oficina de desenho só para crianças. Todas as apresentações e oficinas são gratuitas. A inscrição nas oficinas deverá ser feita com 30 minutos de antecedência. 
 Na parte de bazar, marcas autorais locais, de pessoas que criam e produzem o que vendem, roupas, artesanatos, quadros, entre outros. Além do mercado de pulgas, onde as pessoas vendem o que já não precisam mais, colocando para circular. 

Está será a primeira edição do evento, mas as organizadoras acreditam em sua continuidade. “Quanto à continuidade do evento, é difícil prever o futuro, mas ele está sendo recebido de uma forma tão positiva por todos, que acreditamos, sim, que essa será só a primeira edição e que ainda nos encontraremos muito, para compartilharmos e vivermos a diversidade artística e cultural da nossa cidade. Importante ressaltar que no caso de chuva, teremos que cancelar o evento e agendar posteriormente, de acordo com a possibilidade de uso da praça”, comentam.

E, para futuros interessados, já que não é mais possível se inscrever, a organização está recebendo interessados para a próxima edição. “Quem se interessar em se apresentar, dar uma oficina ou vender, já pode deixar seu nome e contato durante o evento, no gazebo da organização, ou entrar em contato pelo evento do Facebook”, explicam. 

A expectativa é de que o evento seja um sucesso e as organizadoras convidam toda a comunidade. “Somos conhecidos como a cidade mais alemã do Brasil e também nos inspiramos nisso, tendo em vista que a Alemanha é um país que promove cultura e ações de arte em seus parques, aberta ao público, constantemente. Estamos felizes em realizar esse evento maravilhoso que afirma a arte, em toda sua diversidade, como uma manifestação fundamental e vital para o mundo. Nossa expectativa é que seja um evento artístico cultural de paz, harmonia, conhecimento, valorização e integração de toda comunidade. Tragam sua canga, cadeira de praia, seu piquenique, e venham prestigiar o talento local e passar a tarde de domingo em um ambiente descontraído e com muita criatividade”, finalizam.

 

 



Galeria de fotos: 1 fotos
Créditos: Divulgação
Tags:
Veja também:









Publicidade

  • 
    50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg