Domingo, 22 de Setembro de 2019

facebook_icon

Hoje: Máx 19Cº / Min 11°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Estudantes pomerodenses participam do programa “Educação Maker”

Trata-se do projeto “Educação Maker” desenvolvido através de uma parceria entre o Sesi, Prefeitura de Pomerode, através da Secretaria de Educação e Formação Empreendedora e Instituto Robert Bosch

51b47f885a68b0b0181b03fff271f383.jpg Foto: Divulgação / PMP

40 alunos da rede municipal de ensino, das escolas Olavo Bilac e Curt Brandes, acompanhados por duas professoras, todas as segundas-feiras, tem a oportunidade de exercitar o aprendizado e outras aptidões, de uma maneira diferenciada, inovadora e divertida. Trata-se do projeto “Educação Maker” desenvolvido através de uma parceria entre o Sesi, Prefeitura de Pomerode, através da Secretaria de Educação e Formação Empreendedora e Instituto Robert Bosch.

A Educação Maker promove atividades “mão na massa”. Ela tem origem no Movimento Maker, em que maker, do inglês, significa fazer e tem relação direta com a proposta “faça você mesmo” (do it yourself) promovendo que as pessoas criem objetos e executem seus projetos. Assim, também, é na escola, onde o aluno apresenta uma nova postura: a de protagonista de seu próprio aprendizado. Centrada em um processo criativo, estrategicamente organizado, a Educação também estimula o “faça com os outros” (do with others).

Além de estimular a criatividade e a autonomia, estas características do movimento e da cultura maker, quando aliadas a conteúdos e habilidades curriculares ou não e aos processos educacionais, podem beneficiar estudantes, professores e escolas, melhorando o nível de aprendizado e promovendo o desenvolvimento das habilidades socioemocionais, também necessárias no mundo do trabalho.

Conforme o Secretário de Educação e formação Empreendedora, Jorge Luís Buerger, a proposta educacional do Sesi de Santa Catarina atua em seus Espaços de Educação Maker. “Neste local os estudantes encontram oportunidade de desenvolver competências linguísticas, matemáticas, científicas e tecnológicas, partindo da experimentação, como estratégia de desenvolvimento e apropriação de novos conceitos. Esta estrutura dá suporte ao desenvolvimento de atividades que assumem a forma de projetos, protótipos, experimentos, entre outros”.

O Instituto Robert Bosch ofertou as bolsas de estudo para que alunos da rede municipal de ensino possam frequentar as oficinas do Espaço Educativo Maker, localizado no Complexo Esportivo do Sesi. Por sua vez, a Prefeitura, através da Secretaria de Educação e Formação Empreendedora é responsável por garantir, gratuitamente, o transporte destes jovens até a unidade de Blumenau.

O projeto teve início no dia 11 de março e se estenderá até o dia 15 de dezembro, possibilitando várias experiências.

O que é um Espaço Maker?

O Espaço Maker tem ganhado cada vez mais destaque em grandes empresas, startups e instituições de ensino. Esse ambiente permite que qualquer pessoa possa criar, experimentar e compartilhar soluções, mesmo sem conhecimento prévio. Para isso o espaço maker oferece ferramentas digitais e tecnológicas, ou mesmo recursos mais tradicionais, como os de marcenaria.



Tags:
Veja também: