Jornal de Pomerode

Edição Impressa



Em busca de novas parcerias

Encontro reúne representantes da saúde na região para tratar sobre novos projetos junto ao Hospital e Maternidade Rio do Testo

b73c01bc04ba55b65ecbc3e678d4c539.jpeg Foto: Divulgação

Na quinta-feira, 27 de junho, um encontro regional teve como objetivo propor e firmar novas parcerias junto ao Hospital e Maternidade Rio do Testo, no intuito de promover saúde pública de qualidade à região composta pelos municípios da Ammvi.

Participaram do evento o diretor do HMRT, Frank Volkmann, e sua equipe técnica, Roni Gilberto Loewen, Secretário de Saúde de Benedito Novo e Coordenador da Regional de Saúde e Monica Menezes, representando o Consórcio Intermunicipal de Saúde do Médio Vale do Itajaí (Cisamvi), além de Rafael Ramthun, ex-secretário de saúde de Pomerode, responsável pelo encontro.

“Devido ao conhecimento que adquiri quando atuei junto à diretoria do Hospital de Pomerode e, posteriormente, à frente da Secretaria de Saúde da cidade, pude auxiliar na realização desse encontro e, igualmente, participar da reunião. Sei da importância em fortalecer a entidade e as secretarias municipais, sempre visando facilitar o acesso à saúde dos munícipes, seja em Pomerode ou nas demais cidades pertencentes à Ammvi”, comenta Ramthun.

A parceria estudada e discutida consiste no credenciamento da unidade hospitalar pomerodense junto ao Cisamvi, que é responsável pela gestão associada de serviços públicos ou de interesse público na área de saúde, bem como a prestação de serviços de saúde especializados de referência e de maior complexidade, a nível ambulatorial, para a população dos municípios consorciados.

Atualmente o HMRT possui disponibilidade para realizar mais consultas e exames no Centro de Diagnóstico e, também, procedimentos, para que haja diminuição no tempo ocioso na unidade e, com isso, promoção da saúde pública. A unidade de saúde já possui parceria com Benedito Novo, por exemplo, que realiza cirurgias em Pomerode.

“Queremos credenciar o hospital para que a entidade se torne sustentável e tenha recursos para efetuar novos investimentos e melhorar ainda mais sua estrutura, tornando-se, inclusive, regional. Sabemos das dificuldades, constantemente veiculadas na mídia, referentes à saúde pública estadual e aos hospitais filantrópicos e procuramos novos caminhos para incrementar recursos e fortalecer a instituição, tirando a ociosidade no centro cirúrgico ou na realização de exames e, possivelmente, até na compra de consultas com os médicos”, finaliza Ramthun.

 



Galeria de fotos: 1 fotos
Créditos: Divulgação
Veja também:









Publicidade

  • 
    50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg