Jornal de Pomerode

Edição Impressa



É preciso falar, previnir e tratar

O mês de dezembro é vermelho, em prol da conscientização da Aids, sua prevenção, tratamento e preconceito

5154c051f9c8c40c8257a59afb8ca6c9.jpg Foto: Divulgação

A sigla Aids significa Síndrome da Imunodeficiência Adquirida. O vírus, também conhecido como HIV, encontra-se no sangue, no esperma, na secreção vaginal e no leite materno das pessoas infectadas pelo vírus. Objetos contaminados pelas substâncias citadas podem transmitir o HIV, caso haja contato direto com o sangue de uma pessoa. 

Após o contágio, a doença pode demorar até dez anos para se manifestar. Por isso, a pessoa pode ter o vírus HIV em seu corpo, mas ainda não ter Aids. Ao desenvolver a Aids, o HIV começa um processo de destruição dos glóbulos brancos do organismo da pessoa doente. Como esses glóbulos brancos fazem parte do sistema imunológico (de defesa) dos seres humanos, sem eles, o doente fica desprotegido e várias doenças oportunistas podem aparecer e complicar a saúde da pessoa. 

Prevenção 

A prevenção é feita evitando-se todas as formas de contágio já citadas. Com relação a transmissão via contato sexual, a maneira mais indicada é a utilização correta de preservativos durante as relações sexuais.  Atualmente, existem dois tipos de preservativos, também conhecidos como camisinhas: a masculina e a feminina. Outra maneira é a utilização de agulhas e seringas descartáveis em todos os procedimentos médicos. Instrumentos cortantes, que entram em contato com o sangue, devem ser esterilizados de forma correta antes do seu uso. Nas transfusões de sangue, deve haver um rigoroso sistema de testes para detectar a presença do HIV, para que este não passe de uma pessoa contaminada para outra, não contaminada. 

Transmissão 

A Aids é transmitida de diversas formas. Como o vírus está presente no esperma, secreções vaginais, leite materno e no sangue, todas as formas de contato com estas substâncias podem gerar um contágio. 

As principais formas detectadas até hoje são: transfusão de sangue, relações sexuais sem preservativo, compartilhamento de seringas ou objetos cortantes que possuam resíduos de sangue e, também,  pode ser transmitida da mãe para o filho, durante a gestação ou amamentação.

O vírus não é transmitido atráves do toque, aperto de mão, abraço e beijo. 

Para o professor de Doenças Infecciosas e Parasitárias da Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul) Gustavo de Araújo Pinto, “não é uma via de transmissão o compartilhamento de objetos não perfurantes, como talheres, por exemplo, e o uso do vaso sanitário do banheiro”, explica, em entrevista ao Estadão. 

Tratamento 

Infelizmente a medicina ainda não encontrou a cura para a Aids. O que temos hoje são medicamentos que fazem o controle do vírus na pessoa com a doença. Estes medicamentos melhoram a qualidade de vida do paciente, aumentando a sobrevida. O medicamento mais utilizado atualmente é o AZT (zidovudina) que é um bloqueador de transcriptase reversa. A principal função do AZT é impedir a reprodução do vírus da Aids ainda em sua fase inicial. Outros medicamentos usados no tratamento da Aids são : DDI (didanosina), DDC (zalcitabina), 3TC (lamividina) e D4T (estavudina). Embora eficientes no controle do vírus, estes medicamentos provocam efeitos colaterais significativos nos rins, fígado e sistema imunológico dos pacientes.

Preconceito 

A luta contra a doença não é a única enfrentada por soropositivos. Os portadores lidam, diariamente, com o preconceito e a falta de informação sobre o vírus. 

Vários artistas, de épocas diferentes, declararam-se soropositivos em prol da conscientização, como uma forma de alerta para a doença. 

Não famoso apenas por suas músicas, Cazuza causou polêmicas ao assumir publicamente que era portador do vírus HIV, abrindo a discussão ao público sobre o assunto em todo o país, atitude, considerada por muitos, como essêncial para que a doença fosse encarada como deveria no país. 

 

Confira, aqui, a palavra da pomerodense, Agnes, que luta diariamente contra a doença e o preconceito. 



Galeria de fotos: 1 fotos
Créditos: Divulgação
Veja também:









Publicidade

  • 
    eb224b55631b8f403d168a912e1f6fb6.jpg4b580c53dad677f2141dea5ad908465d.jpg