Jornal de Pomerode


Desemprego sobe em todas as grandes regiões no 1º trimestre

Maior taxa partiu do Nordeste, onde ficou em 12,8%, segundo o IBGE. Entre os estados, a Bahia registra o maior índice de desemprego: 15,5%.

O desemprego subiu em todas as grandes regiões do país no primeiro trimestre deste ano em relação mesmo período de 2015, principalmente no Nordeste, segundo dados da Pnad Contínua, divulgados nesta quinta-feira (19) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Considerando todos locais, a taxa ficou 10,9%, conforme pesquisa já divulgada pelo instituto.


No Nordeste, a taxa passou de 9,6% para 12,8%, no Sudeste, de 8% para 11,4%, no Norte, de 8,7% para 10,5%, no Centro-Oeste, de 7,3% para 9,7%, e no Sul, de 5,1% para 7,3%.


Entre os estados, a Bahia registra o maior índice de desemprego: 15,5%, a maior taxa da série, que teve início em 2012.

 

Outros estados também mostraram índices de desemprego recordes. Em São Paulo, por exemplo, o desemprego ficou em 12%, e no Amapá e no Rio Grande do Norte, chegou a 14,3%.


No final da lista, ficaram Santa Catarina, com taxa de 6%, Rio Grande do Sul, 7,5%, e Rondônia, também com 7,5%.


Carteira de trabalho


No Brasil, o percentual médio de trabalhadores empregados com carteira assinada chegou a 78,1%. Na análise das regiões, a Sul apresentou o maior número, de 85,1%, seguido por Sudeste, 83,7%, Centro-Oeste, 78,1%, Norte, 63,5%, e Nordeste, 63,1%.


Entre os Estados, os maiores percentuais partiram de Santa Catarina, 89,1%, Rio de Janeiro, 86,3%, e São Paulo, 85,5%. E os menores vieram de Maranhão, 52,5%, Piauí, 53,3%, e Paraíba, 57,3%.

 

Fonte : G1



Veja também:
Galeria de fotos: 1 fotos
Créditos: Foto: Reprodução









Publicidade

  • 50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg