Jornal de Pomerode


Intercambista francês relata sua experiência conhecendo Pomerode e o Brasil

Morador da cidade de Angers, próximo a Paris, na França, Alexis Hemery, 17 anos, é mais um dos intercambistas que está em Pomerode. O garoto, que vai permanecer 11 meses na cidade conhecendo mais da cultura e tradição, está aproveitando a estadia na cidade para aprender um novo idioma.

bdc4b7894824c6f583bca4372e2a69f8.jpg Foto: Isadora Brehmer/JP

Morador da cidade de Angers, próximo a Paris, na França, Alexis Hemery, 17 anos, é mais um dos intercambistas que está em Pomerode. O garoto, que vai permanecer 11 meses na cidade conhecendo mais da cultura e tradição, está aproveitando a estadia na cidade para aprender um novo idioma. 

Segundo o estudante, o Brasil é o primeiro destino em sua lista de viagens, principalmente pelo idioma, pois tem amigos na França que falam português. Também é um grande fã do futebol brasileiro. “Acompanhei a última Copa do Mundo torcendo para a França, em primeiro lugar, e para o Brasil”, diz. 

Para ele, o país é muito bonito e acolhedor, o comportamento das pessoas é o que mais lhe chama a atenção. “Todos são muito abertos, se cumprimentam com beijos e abraços. Na França as pessoas são mais fechadas”, explica Hemery. Na escola, já se sente incluído. “As pessoas daqui são muito simpáticas e acolhedoras. Mesmo que eu tenha dificuldade de falar o português, já me sinto aceito”, complementa. 

O francês comeu alguns pratos típicos, e o que lhe tem chamado a atenção é a intensidade em que o feijão faz parte do cardápio brasileiro. “Quase todo o dia se come feijão. Na França, é muito raro”, exclama. Ele sente muita falta do queijo francês e da grande variedade da iguaria que o país possui. 

O clima também é muito diferente, uma vez que, para Hemery,  o verão francês é bem mais frio. Também teve a oportunidade de conhecer um pouco de Florianópolis e Blumenau, conseguiu ver apenas um pouco da praia em sua estadia no hotel, e sente o desejo de conhecer algumas praias do país que, segundo ele, são famosas internacionalmente. Sonha em conhecer o Rio de Janeiro e a Amazônia e no momento não sente falta da França, pois o tempo em Pomerode tem sido muito bom. 

A ideia de fazer um intercâmbio surgiu após a chegada de um colega de classe de outro país. O garoto tem três destinos em sua lista de países a visitar, sendo Brasil, Argentina e China. “Comecei pelo Brasil por ser um país que me despertou interesse, pelas praias, o carnaval e o futebol”, conclui. 



Tags:
Veja também:









Publicidade

  • 50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg