Jornal de Pomerode

Edição Impressa



Dando um Up nos negócios

Além da sensação de conforto para os funcionários, é importante que o seu cliente esteja em um ambiente agradável e convidativo, onde haja uma linguagem visual única.

d7819905f6ef489fffffee3fcd0e7317.jpg Foto: Divulgação

Já faz um certo tempo que a decoração e o design de interiores deixou de ser um objeto de desejo inalcançável, ou até supérfluo, para algumas pessoas. Esse caminho para a mudança foi dado aos poucos através, inicialmente, da necessidade, com o crescimento das cidades e diminuição dos espaços residenciais e comerciais. Em alguns casos, devido ao consumismo exagerado, mas, principalmente, por uma mudança de comportamento e pensamento. Busca-se, hoje, qualidade de vida em diferentes áreas do seu dia a dia - saúde, alimentação, lazer - e, é claro, que os ambientes em que você vive ou trabalha não poderiam passar em branco. 

O design de interiores para ambientes corporativos ou comerciais tem a mesma importância que teria na sua casa, ou seja, busca organizar um layout adequado, aproveitar melhor os espaços, proporcionar conforto visual e acústico, melhorar a iluminação, prever a utilização de vegetação e planejar uma decoração agradável e envolvente. De acordo com uma reportagem no site BBC, um escritório que foi decorado com plantas, aumentou o rendimento dos funcionários entre 38% e 45%  e, eles relataram uma melhora na sua criatividade e 47% no seu bem-estar. Numa outra empresa, que se mudou para um prédio com mais iluminação natural, o número de faltas no escritório caiu em 15%.

Isso não significa que os percentuais melhoraram devido ao uso específico das plantas ou da luz, mas sim, que os colaboradores se sentiram mais confortáveis, pois estavam num ambiente mais agradável. O uso de espaços individuais que sejam adequados à privacidade dos funcionários, são sempre aconselháveis em virtude da concentração, da sensação de conforto e da possibilidade de expressão da personalidade. Porém, em empresas onde o trabalho cooperativo é mais abrangente e se precise trabalhar em grandes equipes, o ideal é que se trabalhe uma delimitação mais sutil, utilizando alternativas menos rígidas esteticamente, como vasos, pequenas divisórias de materiais alternativos ou vidros.

Para os espaços comuns de uma empresa e comércio, é sempre importante levar em conta a setorização e fluxograma do local, para prever um ambiente primeiramente funcional. Além da sensação de conforto para os funcionários, é importante que o seu cliente esteja em um ambiente agradável e convidativo, onde haja uma linguagem visual única. Uma boa iluminação, o uso correto das cores e acabamentos e a ambientação são tão importantes quanto oferecer um produto ou serviço de qualidade, acredite! Pequenas mudanças podem trazer grandes diferenças – trocar um piso antigo, fazer uma nova recepção, adicionar elementos gráficos ou cores, trocar um mobiliário - e proporcionam uma sensação de frescor e conforto.

Portanto, se você ainda acha que seu ambiente comercial não precisa de uma decoração de interiores pois se resume a deixar seu ambiente “bonito”, você caiu numa conversa antiga e desatualizada. O desafio de um arquiteto ou designer de interiores é ir ainda mais longe: conciliar todas as características funcionais do espaço, as características técnicas dos materiais e revestimentos e a necessidade do cliente. O resultado disso tudo é o que o torna um ambiente agradável e belo. Mãos à obra!

 



Galeria de fotos: 4 fotos
Créditos: Divulgação Divulgação Divulgação Divulgação
Veja também:









Publicidade

  • 
    50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg