Jornal de Pomerode

Edição Impressa



Conheça as cidades com metro quadrado mais caro da América Latina

Um recente estudo feito pelo grupo argentino Navent em parceria com o Centro de Investigação em Finanças (CIF), da Escola de Negócios da Universidade Torcuato Di Tella, de Buenos Aires, apontou as cidades da América Latina onde o metro quadrado é mais valorizado.

36a586b7f8e3e7fa4ad444328c7825c6.jpg Foto: Divulgação

Um recente estudo feito pelo grupo argentino Navent em parceria com o Centro de Investigação em Finanças (CIF), da Escola de Negócios da Universidade Torcuato Di Tella, de Buenos Aires, apontou as cidades da América Latina onde o metro quadrado é mais valorizado. Os dados correspondem a análise realizada no período entre março e setembro de 2018.

A pesquisa teve como base os bairros com características semelhantes, nas cidades selecionadas. Além disso, foram avaliados imóveis similares – apartamentos de um ou dois dormitórios -, com metragem inferior a 200 m2 e preço para venda de até US$ 300 mil. Os dados considerados foram referentes aos anúncios realizados nos portais da Navent, uma das maiores plataformas de classificados da América Latina, nas respectivas localidades.

No topo do ranking em valor mais caro da América Latina está Santiago, no Chile, onde o preço médio do metro quadrado chega a custar US$ 3.272. O Brasil aparece duas vezes entre as dez primeiras cidades colocadas, com o Rio de Janeiro ocupando o quarto lugar, custando US$ 2.886 o metro quadrado e São Paulo, em sexto lugar, com um metro quadrado a US$ 2.052.

Na última avaliação da Navent, realizada entre os meses de setembro de 2017 e fevereiro de 2018, a cidade do Rio de Janeiro ocupava o primeiro lugar. Nessa pesquisa, o Chile desbancou o Brasil e assumiu a liderança do ranking.

Outro dado importante apontado pelo levantamento foi que o preço em dólares do metro quadrado na América Latina caiu 3,1%, em relação ao período anterior. "A desvalorização acentuada do real frente ao dólar, observada nos últimos meses, além das incertezas políticas e econômicas que assolaram o país em 2018, impactaram nos preços praticados pelo setor imobiliário nacional. E esse movimento pode ser identificado claramente no estudo. As maiores quedas de preços aconteceram no Brasil, uma média de 20%, se considerarmos os valores dos nossos imóveis em dólar”, explica Leonardo Paz, CEO do Imovelweb, portal brasileiro que faz parte do grupo Navent.

Veja o ranking das cidades, respectivos países e preços médios do metro quadrado, segundo análise da Navent:

1. Santiago, Chile - US$ 3.272

2. Buenos Aires, Argentina - US$ 3.105

3. Montevidéu, Uruguai              - US$3.080

4. Rio de Janeiro, Brasil - US$2.886

5. Cidade do México, México - US$2.383

6. São Paulo, Brasil - US$2.052

7. Lima, Peru - US$2.023

8. Cidade de Panamá, Panamá - US$2.011

9. Rosário, Argentina - US$1.752

10. Córdoba, Argentina - US$1.661

11. Monterrei, México - US$1.564

12. Guadalajara, México - US$1.443

13. Bogotá, Colômbia - US$1.399

14. Quito, Equador - US$1.341



Veja também:









Publicidade

  • 
    eb224b55631b8f403d168a912e1f6fb6.jpg4b580c53dad677f2141dea5ad908465d.jpg