Jornal de Pomerode

Edição Impressa



Casa Haut é revitalizada por empresa privada

A Casa Haut, ícone da memória pomerodense, com 110 anos de história, é uma imagem característica da cidade e que precisa ser preservada pelas próximas gerações.

32d94fff9d4a8465e0fb5f8a81f28043.jpg Foto: Raphael Carrasco/JP

A Casa Haut, ícone da memória pomerodense, com 110 anos de história, é uma imagem característica da cidade e que precisa ser preservada pelas próximas gerações. Por isso, a empresa paranaense Gold Sea, do ramo de investimentos, decidiu viabilizar a sua revitalização, a fim de resgatar tesouros do passado tornando-os renovados e relevantes para gerar valor no futuro.

Seguindo os preceitos de sustentabilidade, foram adaptados conceitos e utilizados recursos provenientes das regiões onde estão inseridos os empreendimentos geridos pela empresa, envolvendo toda a cadeia produtiva na execução do projeto.

A Casa Haut terá uma estrutura sustentável, inteligente, mais funcional, com maior acessibilidade e totalmente adaptada às necessidades dos usuários.

O projeto também apresenta vantagens em termos de sustentabilidade, pois, além da restauração e reaproveitamento do prédio existente, novas tecnologias e métodos construtivos estão sendo empregados, para que o prédio mantenha suas características arquitetônicas, sem abrir mão da segurança e conforto, tão necessários atualmente. 

A questão econômica também é levada em consideração, uma vez que a adequação torna o imóvel mais eficiente, introduzindo sistemas hidráulicos, de eletricidade, iluminação e ventilação, que atendem exigências ambientais. Além de valorizar o empreendimento e a vizinhança.

“Com o retrofit da Casa Haut, a Gold Sea espera trazer uma nova tendência às casas em enxaimel de Pomerode: renovação, revitalização e valorização do patrimônio histórico. Esperamos ser a primeira de diversas empresas a investir nesse belo patrimônio do Brasil” ressalta Alexandre Caiado, proprietário da Gold Sea.

Com o projeto, a companhia coloca em prática os seus ideais de sustentabilidade e preservação do meio ambiente, provando que está comprometida por meio de ações práticas. 

“Somos uma companhia verdadeiramente comprometida com a sustentabilidade e preservação do meio ambiente, consciente de que apenas uma gestão interessada nas questões ambiental, sociocultural, histórica e econômica, orientada para a promoção do desenvolvimento do entorno e da região, será capaz de proporcionar retorno compatível e garantir a perpetuidade dos negócios”, pondera Caiado. 

A Casa Haut

A casa foi adquirida por Georg e Olga Haut, em 1903, e abrigava a Comercial Haut. Construída em estilo enxaimel, caracteriza-se pela volumetria avantajada, com telhados de grande inclinação, de onde saem águas-furtadas e mansarda, que tinham a utilidade e iluminar e ventilar o espaço do sótão ocupado pela família. 

Outro importante elemento construtivo é a proteção da área frontal de atendimento comercial, por telhado sustentado por uma sucessão de mãos francesas.
A Casa também serve como marco inicial da Rota do Enxaimel, sendo referência para quem inicia um passeio pela rota.



Galeria de fotos: 2 fotos
Créditos: Raphael Carrasco/JP Divulgação
Tags:
Veja também:









Publicidade

  • 
    50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg