Jornal de Pomerode

Edição Impressa



Atlético e Caramuru a um empate das semifinais

Os jogos decisivos serão disputados no próximo domingo, dia 22 de abril, a partir das 14h45min. Em Rio dos Cedros, no Estádio Ferdinando Lenzi, o Flamengo joga todas as suas “fichas” diante do Caramuru. E no Estádio Hermann Weege, centro de Pomerode, o Floresta recebe o Atlético Pomerodense.

84b81959f3071cc2a38bd63c04f3307d.jpg Foto: Matheus Martins/JP

As partidas deste domingo, dia 15 de abril, válidas pela rodada de ida da Copa Pomerode de Futebol Adulto Masculino - Taça Sicoob MaxiCrédito, foram recheadas de emoção e muita rivalidade. A chuva foi um ingrediente a mais para as disputas, que colocaram Caramuru e Atlético Pomerodense em vantagem para o jogo de volta.

No Estádio Alípio Nunes, em Testo Alto, o Caramuru “desencantou” na competição, ao vencer o Flamengo, de Rio do Cedros, pelo placar de 5 a 0. Kelvin (três vezes) e Émerson (duas vezes), foram os responsáveis por construir o elástico placar em favor do Bugre. Agora, o time de Testo Alto joga por um empate, no tempo normal, para garantir a vaga nas semifinais. Ao rubro-negro, resta vencer, por qualquer placar, para levar o jogo à prorrogação, na qual, jogará pelo resultado igual.

O técnico do Flamengo, Hugo Eyng, comentou que o seu time esteve num dia muito ruim. “Além de enfrentarmos um adversário motivado, cometemos falhas individuais, que já haviam parado de acontecer. Tudo isso, somado ao fato de jogarmos 30 minutos do segundo tempo com dois jogadores a menos, justamente expulsos. Mas a motivação deve continuar, afinal, nós só precisamos de uma vitória simples. Esse é o pensamento: vencer no tempo normal, para levar o jogo à prorrogação”, pondera, acrescentando que a equipe já passou por situação parecida, na primeira partida do campeonato. “Se a história se repetir, pode ser que o que aconteceu no domingo seja um choque de realidade que precisávamos”.

Já o treinador Eduardo Corsini destacou a vitória, que “lavou a alma” da equipe. “Estamos muito felizes com o resultado, pois vínhamos jogando um bom futebol, desde a primeira partida, mas a sorte não estava ao nosso lado, ou talvez, a falta de concentração na hora de finalizar. Acredito que a motivação foi fundamental agora, porque começou um novo campeonato. A gente devia essa resposta à diretoria e aos torcedores do Caramuru. Mas não podemos nos empolgar, pois teremos uma partida de volta bastante difícil. A vantagem existe, mas não devemos nos ‘acomodar’ em cima dela. Lá em Rio dos Cedros será muito difícil, pois o time deles vai querer ganhar, ou no campo, ou na pressão”.

 

JOGO DOS OPOSTOS - Já em Testo Rega, o Estádio Arthur Kraemer recebeu o clássico entre Atlético Pomerodense e Floresta. Apesar do maior volume de jogo dos visitantes, quem garantiu a vitória foi o Azulão, com Rodrigão, no último lance do primeiro tempo. A vantagem no placar dá o direito de o Atlético jogar por um empate, para se garantir na próxima fase. Já o Floresta precisa vencer, no tempo normal, e empatar, na prorrogação, para passar às semifinais.

O zagueiro Mengarda, do Atlético Pomerodense, disse que a vitória, nesta situação, era de suma importância para as pretensões da equipe. “Ficou muito bom para nós, pois a gente vai jogar mais tranquilo, mas isso não quer dizer absolutamente nada. Vamos ter que correr do mesmo jeito que corremos aqui, para tentar ganhar o jogo da volta, ou, pelo menos, empatar, e buscar essa classificação. Com relação ao balanço defensivo, está muito legal, afinal, faz três jogos que o time não toma nenhum gol. No início, estávamos tomando muitos gols e nem conseguíamos sair na rua, mas agora, encontramos o ponto de equilíbrio”, ressalta.

Pelo lado do Floresta, apesar da quarta derrota consecutiva, o sentimento é de superação. “A equipe lutou muito, batalhou do início ao fim, mas, infelizmente, eles foram muito felizes, numa bobeada da gente, eles fizeram o gol. Agora, é ter paciência, mostrar a mesma determinação, no jogo da volta, e ter mais tranquilidade para buscar o resultado. É sempre ruim perder, independente da modalidade, sabemos que a situação não é fácil, mas temos que continuar lutando”, destaca o volate Xipote.

 

NÚMEROS - Mesmo de folga, a artilharia da competição ainda pertence a Anderson, do Água Verde, graças as cinco gols marcados até aqui. O ataque mais positivo também pertence ao Água Verde, com nove gols. Já a defesa menos vazada é a do Vera Cruz, que foi superada em apenas duas oportunidades. E a equipe mais disciplinada, agora, é o Floresta, com nove cartões amarelos e dois vermelhos tomados, em seis partidas.

Os jogos decisivos serão disputados no próximo domingo, dia 22 de abril, a partir das 14h45min. Em Rio dos Cedros, no Estádio Ferdinando Lenzi, o Flamengo joga todas as suas “fichas” diante do Caramuru. E no Estádio Hermann Weege, centro de Pomerode, o Floresta recebe o Atlético Pomerodense.



Galeria de fotos: 96 fotos
Créditos: Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP Matheus Martins/JP
Tags:
Veja também:









Publicidade

  • 
    50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg