Jornal de Pomerode


Apoiando iniciativas sustentáveis

Centro Educacional Nossa Senhora de Fátima inaugura cisterna 100% sustentável, em uma parceria com a NETZSCH do Brasil, que irá armazenar água da chuva, que será, posteriormente, utilizada para diversos fins na escola.

f96019c8730e85bdbc8f5f35c960219d.jpg Foto: Isadora Brehmer/JP

Na segunda-feira, 30 de outubro, o Centro Educacional Nossa Senhora de Fátima recebeu, oficialmente, a obra finalizada de uma cisterna, patrocinada pela empresa NETZSCH do Brasil, em parceria com a Serralheria Volkhoff e GD Construções. A cisterna irá armazenar água da chuva, que será, posteriormente, utilizada para diversos fins na escola.

Na cerimônia, estiveram presentes Silvio Beneduzzi, diretor da NETZSCH do Brasil; Ivo Hoffmann, representante da Volkhoff Serralheria; Julio Gadotti, da GD Construções; Irmã Aurora Tenfen, Superiora Provincial; e o diretor da escola, Nivaldo Nicolodelli, além de alunos representando a comunidade escolar. 

A cisterna é fruto de um projeto desenvolvido em 2014 e apresentado à NETZSCH em 2015, nas aulas de Robótica, na época, com os alunos formandos do 9º ano. Nele, os estudantes foram desafiados a pensar em um projeto de implantação de uma cisterna na escola.

“A ideia da cisterna surgiu a partir do pensamento a respeito do grande gasto de água que a escola possui e, como a nossa região tem chuva em abundância, foi pensado como amenizar estes gastos utilizando a água da chuva”, explica a Irmã Aurora Tenfen, Superiora Provincial da Congregação das Irmãs de Santa Maria Madalena Postel, e ex-diretora da instituição. 

Em conversas com a NETZSCH, parceira da escola em diversas ocasiões, foi decidido concretizar a ideia, com o apoio das outras empresas. Todo o material utilizado para a construção do sistema é reutilizado e o mecanismo tornou a obra 100% sustentável, já que não há nem gasto com energia. 

“Inicialmente, havíamos pensado em utilizar um sistema com uso de uma bomba para levar a àgua até onde seria aproveitada, mas daí teríamos um gasto de energia. Então Silvio Beneduzzi sugeriu uma outra ideia: usar o princípio da gravidade, aceita pelos engenheiros, que conseguiram colocá-lo em prática. Hoje, ela não terá custo nenhum para a escola”, complemente a Irmã Aurora. 

Ela também agradece aos outros envolvidos, Stefanie Wandalen,supervisora de RH da NETZSCH do Brasil; Leandro Felsky, supervisor de SSMA da NETZSCH do Brasil; Renata Hoepers, analista ambiental da NETZSCH do Brasil; e André Adelreich Hoffmann, gerente industrial da Serralheria Volkhoff.

A princípio, a água armazenada na cisterna será utilizada para a lavação de banheiros, do refeitório, limpeza das salas de aula das turmas do Ensino Fundamental, além de ser destinada à irrigação da horta.

O representante da Volkhoff Serralheria, Ivo Hoffmann, ressalta que a empresa apoia iniciativas como esta por trazerem benefícios práticos para a sociedade. “Patrocinar uma iniciativa como esta representa um investimento no futuro, em futuros profissionais e cidadãos conscientes, para tornar o mundo melhor. É uma honra ser parceira em projetos como este”, afirma. 

Já o diretor da NETZSCH, Silvio Beneduzzi, reforçou a parceria entre a empresa e a escola, como um caminho para o sucesso. “Investir nestes pequenos cidadãos é investir na sociedade, no futuro dela. E a NETZSCH tem orgulho de poder proporcionar este aprendizado e de apoiar iniciativas como esta”, coloca.

A Irmã Aurora complementou agradecendo a todos que, de alguma forma, contribuíram para o projeto. “Educação é investimento. Procuramos sempre promover uma educação que transforma, que traz resultados para a vida, por isso, é tão importante contar com o apoio de pessoas e empresas da comunidade”, reitera. 

Já o diretor do CE Nossa Senhora de Fátima, Nivaldo Nicolodelli, diz que a concretização do projeto só demonstra o poder que tem a união de forças. “Esta obra contribui não só para o meio ambiente, mas também para mostrar o valor da parceria entre escola e comunidade, já que não é uma instituição isolada. A união se torna exemplo para nossos alunos, que, com isso, aprendem que juntos somos mais fortes”, reforça. 

Ao final da cerimônia, a placa de inauguração foi descerrada pelos seus apoiadores e a obra foi abençoada pelo Padre João Luiz Mancini, de São Paulo, que veio à inauguração, acompanhando a Irmã Aurora.

 



Tags:
Veja também:
Galeria de fotos: 3 fotos









Publicidade

  • 50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg