Jornal de Pomerode

Edição Impressa



Andreia Mendes inicia aulas de dança em Pomerode

Em seu terceiro ano de projeto em Pomerode, o Grupo conta com cerca de 30 alunos. A mensalidade para participar das aulas é de R$ 65,00.

381544caa70d28dc93e115163c110b73.jpg Foto: Raphael Carrasco/JP

Há três anos, uma nova iniciativa surgia em Pomerode. O famoso Grupo de Dança Andreia Mendes abria sua primeira turma para aulas de dança, principalmente o hip-hop, na cidade. Aos poucos, o projeto foi ganhando adeptos e, por isso, por mais um ano, haverá aulas ministradas pela professora de dança em Pomerode. 
Quando o projeto chegou à cidade, em 2016, houve um certo bloqueio em um primeiro momento, mas através da divulgação e das indicações de pais e de quem conhecia o projeto, a aceitação foi melhorando.

Hoje, cerca de 30 alunos deverão fazer parte do projeto em 2018, que terá aulas divididas em três turmas, de acordo com a idade dos alunos. Para as meninas, de seis a 10 anos, as aulas serão realizadas às quartas-feiras, das 14h30min às 15h20min. A segunda turma, que engloba meninas de 11 a 18 anos, acontece logo depois, das 15h20min às 16h10min. Os meninos a partir dos seis anos que entrarem no projeto, terão aulas às terças-feiras, das 17h30min às 18h20min. Haverá, ainda, uma turma mista, para pessoas a partir dos 12 anos, que também terá aulas às terças-feiras, das 18h20min às 19h10min. 

A Fundação Cultural de Pomerode é apoiadora do projeto, que, inclusive, já teve duas alunas pomerodenses participando de competições em nível internacional. Gabriela Ramthum Jensen e Isabela Lanser Correa participaram, em 2017, do Campeonato Sul-Americano e vão representar o Brasil no World Hip Hop Dance Championship, provando que os resultados já começaram a aparecer.

“Procuramos mostrar Timbó como exemplo, para que se inspirem e queiram chegar nesse nível. Se tivermos adesão, quem sabe daqui a algum tempo não teremos um grupo de dança de Pomerode, com pessoas daqui, para representar a sua cidade”, afirma Andreia Mendes, coordenadora e fundadora do Grupo de Dança.
A professora de dança e hip-hop também ressalta que a dança é uma forma de criar oportunidades para quem a pratica, abrindo portas para novas vivências e aprendizados. 

“Qualquer pessoa pode dançar este estilo musical, não é preciso ter um biotipo. É muito importante a dança na vida de uma ser humano, porque agrega a parte cultural de um povo. A dança não só trabalha a parte física, mas também trabalhamos a sociabilidade entre as crianças e jovens que participam, a amizade, a união, o espírito de equipe, esforço, foco, compromisso, disciplina e dedicação”, ressalta. 

O grupo Andreia Mendes

Em Timbó, já faz 20 anos que o grupo atua e disponibiliza aulas de jazz e hip-hop. O grupo surgiu a partir da dançarina Andreia Mendes, que assumiu as aulas de dança da antiga professora, que foi mãe e precisou deixar as aulas. Hoje, englobando todas as turmas, o Grupo de Dança Andreia Mendes conta com cerca de 450 integrantes. 

O Grupo já é reconhecido, inclusive, como um dos melhores do Brasil e do continente Sul-Americano, com diversos títulos nacionais e internacionais. E, alunos de Pomerode podem sempre ser selecionados a participar destas competições.



Galeria de fotos: 3 fotos
Créditos: Raphael Carrasco/JP Raphael Carrasco/JP Raphael Carrasco/JP
Tags:
Veja também:









Publicidade

  • 50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg