Jornal de Pomerode

Edição Impressa



Ainda mais engajado na preservação do meio ambiente

Zoo Pomerode investe em equipamentos para monitoramento de pumas na natureza. A bióloga e pesquisadora do Instituto Caeté-Açu, Cintia Gruener, destaca a importância da parceria com o Zoo para a continuidade do projeto.

f7215e7fca43c0e546e4eb5c50bad6b8.jpg Foto: Equipamentos irão monitorar os animais na natureza

O Zoológico de Pomerode está iniciando uma nova etapa em suas ações para a preservação de animais selvagens. Isso porque, o Zoo está apoiando um projeto que visa proteger os animais em seu habitat natural, o Projeto Carnívoros, que tem como objetivo monitorar os pumas que vivem na natureza na região do Vale do Itajaí. 

Por meio de duas coleiras de identificação adquiridas pelo Zoo, será possível acompanhar os passos e hábitos de dois animais na natureza, inclusive, caso um deles seja abatido. Os equipamentos chegaram no início desta semana e R$ 44.723,16 foram investidos na sua compra. As coleiras possuem baterias de lítio e placas de captação de energia solar, garantindo maior tempo de funcionamento. 

Segundo o proprietário do Zoo Pomerode, Maurício Bruns, a parceria com o Projeto Carnívoros é parte de uma nova etapa para a instituição, que visa não só preservar as espécies Ex situ (fora de seu habitat natural), mas, também, In situ, ou seja, na natureza, contribuindo ainda mais com a preservação da biodiversidade do planeta.

“Estamos atingindo um novo patamar, expandindo nossa atuação. O intuito é ter o status de entidade que contribui para o meio ambiente e participar ativamente de programas de preservação. Adquirir as coleiras foi o primeiro passo para esta nova etapa, mas, futuramente, estaremos engajados em outros projetos. Então, para o Zoo, dar este primeiro passo foi uma conquista e, com certeza, outros investimentos virão”, ressaltou.

Membros do Zoo Pomerode, inclusive, participarão da expedição para encontrar pumas, que serão acompanhados com as coleiras, juntamente com os membros da equipe técnica do projeto. 

O Projeto Carnívoros é desenvolvido pelo Centro Nacional de Conservação de Mamíferos Carnívoros (Cenap) e do Parque Nacional da Serra do Itajaí (PNSI) e, desde 2012, em parceria com o Instituto Caeté-Açu para a Conservação da Natureza. 

A bióloga e pesquisadora do Instituto Caeté-Açu, Cintia Gruener, destaca a importância da parceria com o Zoo para a continuidade do projeto, que tinha dificuldades de andamento por questões financeiras. 

“Esse apoio é mais do que fundamental, veio em um momento especial e é muito importante para o andamento do projeto. Além de rastrearmos os pumas, analisamos outros aspectos de sua vivência na natureza, servindo como indicador para outras espécies, pois a coleira fornece informações detalhadas. Então, a parceria com o Zoo representa um salto no projeto e é uma parceria que, com certeza, irá agregar muito”.

 



Veja também:









Publicidade

  • 
    50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg