Jornal de Pomerode


Agora, campeões... No futuro, cidadãos!

Um dia inteiro dedicado ao futebol de base. Assim pode ser definido o domingo, dia 05 de novembro, ocasião em que foram disputados os jogos decisivos da Copa Pomerode de Futebol - Categoria Menores, nas categorias sub 10, sub 12, sub 14 e sub 16.

0b92aae0ab407be6a880c5df1156d638.jpg Foto: Bob Gonçalves / Jornal de Pomerode-Partidas foram muito emocionantes

Um dia inteiro dedicado ao futebol de base. Assim pode ser definido o domingo, dia 05 de novembro, ocasião em que foram disputados os jogos decisivos da Copa Pomerode de Futebol - Categoria Menores. Os oito confrontos, das categorias sub 10, sub 12, sub 14 e sub 16, tiveram como sede o Estádio Leopoldo Krueger, em Testo Alto. Na oportunidade, foram anotados um total de 27 gols, o que dá a boa média de 3,37 por jogo. Além disso, um grande público, principalmente formado pelos familiares dos garotos, acompanhou as partidas, com muita torcida e vibração.

Na sub 10, a equipe do Água Verde / Iafa garantiu a medalha de bronze, ao vencer o Amazonas / Benedito Novo, por 2 a 1. E na decisão, o Vera Cruz / Iafa / Müller não foi páreo para o São José, que garantiu o título com o placar de 3 a 0. Os atletas destaques da final foram Felipe Eduardo Kissner Tessmann, pelo time de Rio dos Cedros, e Bryan da Silva Lamin, do cruzmaltino pomerodense. O São José também se destacou nas premiações individuais, com o artilheiro (Felipe Eduardo Kissner Tessmann), defesa menos vazada e Troféu Disciplina.

Na categoria sub 12, o terceiro lugar ficou com o São José, que venceu a equipe do Floresta / Projeto Moleque, por 5 a 1. Já na decisão, o Amazonas / Benedito conquistou o troféu, com uma vitória sobre o Vera Cruz / Iafa / Müller, por 2 a 0. Os destaques da partida decisiva foram Kauã Schramm (Amazonas) e Matheus Kauã Beck (Vera Cruz). E o time timboense também ficou com o troféu de artilheiro, por meio de Alisson Kauan Lamin, de defesa menos vazada e equipe mais disciplinada.

Na sub 14, as disputas foram igualmente acirradas. Valendo a medalha de bronze, o Amazonas / Benedito Novo sucumbiu diante do Franz Volles, pelo placar de 4 a 1. E na grande final “caseira”, o Vera Cruz / Iafa / Müller venceu o Água Verde / Iafa, por 2 a 1, garantindo o título. Guilherme Trajano Hermes, pelo cruzmaltino, e João Antônio Vieira Pereira, atleta do “verdinho”, se destacaram no confronto decisivo. A categoria teve dois artilheiros: João Antônio Vieira Pereira (Água Verde) e Filipi Eduardo Reichert (Franz Volles). Já o Vera Cruz teve a defesa menos vazada e garantiu o Troféu Disciplina.

Finalmente, pela categoria sub 16, o terceiro lugar ficou com o Vera Cruz / Iafa / Müller, que fez 3 a 0 para cima do Floresta / Projeto Moleque. E na decisão, o Amazonas / Benedito Novo perdeu para o Franz Volles, por 2 a 0. Os melhores jogadores da final foram Weslei Henrique Alegri, pelo Amazonas, e Lucas Vanzuita do Nascimento, pelo Franz Volles. Weslei Henrique Alegri também foi o artilheiro da competição. Já a defesa menos vazada foi a do Franz Volles e a equipe mais disciplinada, o Amazonas / Benedito Novo.

 

HOMENAGEM - A competição teve como homenageado Sido Konell, grande incentivador do esporte em nossa cidade e que faleceu no ano passado, deixando um grande legado para seus amigos e familiares.

Durante seus mais de 50 anos no esporte, jogou por equipes como Floresta e Botafogo, mas foi no Punhobol que deixou sua marca. Em 1980, conheceu a modalidade que, até então, não era praticada no município e tratou de inseri-la no currículo esportivo da cidade. E logo colheu os frutos dessa dedicação. Em 1987, sob o comando de Konell, Pomerode conquistou a primeira medalha na modalidade, de bronze. E, um ano mais tarde, conquistou medalha de ouro nos Jasc. 
A viúva, D. Deana, juntamente com seu filho Alexandre, receberam uma placa dos organizadores da competição, como forma de agradecimento aos relevantes serviços em prol do esporte pomerodense.

 

AGRADECIMENTO - O presidente da Liga Pomerode de Desportos (LPD), Ademar Ramthun, enalteceu a competição, agradecendo a todos que fizeram dela um sucesso. “Gostaria de agradecer, primeiramente, à nossa parceira Funpeel, pela valorosa contribuição quanto à premiação, bem como, no custeio da arbitragem. Também a todos dirigentes das equipes e imprensa. Ao mesmo tempo, peço desculpas por eventuais erros, afinal, é a primeira vez que organizamos e promovemos um campeonato de menores composto por quatro categorias. Por isso, em alguns momentos, sentimos a falta de experiência, porém, quando preciso, houve um auxílio, principalmente dos dirigentes envolvidos”, ressalta.

Ramthun acrescenta que esta chama do futebol de base não pode morrer, já que campeonatos como esse são a sua “bandeira” desde muito tempo. “Quero deixar explícita a nossa intenção de continuar, pois os mais próximos têm conhecimento do nosso trabalho e do nosso objetivo. A chama da Copa Menores continuará acesa e, com certeza, faremos todo o possível para a sua manutenção, aprimorando e inovando, visando chegar ao patamar de grandes competições”, finaliza.

 

Para ver mais fotos do evento, CLIQUE AQUI.



Tags:
Veja também:
Galeria de fotos: 6 fotos









Publicidade

  • 50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg