Jornal de Pomerode

Edição Impressa



A força da mulher no empreendedorismo

Para a empreendedora Maitê Lang, o essencial é estar sempre inquieta e buscar inovação. Para a empresária, a melhor parte em empreender é ver a mudança que pode proporcionar na vida das pessoas.

bf93515606f8f574ba154ba85e7411db.jpg Foto: Isadora Brehmer/JP

Ter força e atitude. Estes são dois ingredientes fundamentais para as mulheres modernas, principalmente as que decidem se tornar empreendedoras. Um bom exemplo neste ramo, em Pomerode, é a empresária Maitê Lang, da Nugali Chocolates, uma das responsáveis pelo sucesso da fábrica de chocolates que é conhecida nacional e internacionalmente.

“Sempre pensei em ser empreendedora, é algo que vem da família, já que a minha inteira é formada de empreendedores. Tudo ocorreu naturalmente, não foi obra do acaso e nem por necessidade. Foi por puro desejo de empreender”, relata Maitê. 

E ela colocou esse desejo em prática, há 15 anos, quando decidiu ter o próprio negócio e fazer ele acontecer, criando a Nugali Chocolates. Segundo a empresária, a opção por uma fábrica de chocolates foi simplesmente pelo gosto pelo produto. 

“Eu adoro o chocolate. O produto em si, a indústria que o fabrica e perceber a sensação de felicidade por parte de quem o consome. Saber que você tem o poder de proporcionar essa sensação é muito bom. Acredito também que este seja um dos pontos principais para o empreendedorismo, amar o seu produto e tudo o que envolve o seu meio”, declara.

Porém, a empresária destaca que nem tudo são flores para quem tem o próprio negócio. Para Maitê, algumas das principais dificuldades são a insegurança jurídica que ronda as empresas e as dificuldades impostas pelo governo, como impostos e taxas. 

Quanto à questão de ser mulher, a empresária admite que não lembra de ter sofrido algum tipo de preconceito por ser mulher e ser uma pessoa do mundo dos negócios. “Acredito que você ser um empreendedor de sucesso, ou não, depende apenas da capacidade de cada um, que não é influenciada pelo seu gênero”.
Para a empresária, a melhor parte em empreender é ver a mudança que pode proporcionar na vida das pessoas, oferecendo um produto que fazem-nas se sentirem bem. Além disso, há a geração de empregos que proporciona e, no seu caso, poder representar bem o nome do país, carregá-lo em eventos internacionais.

“Acredito ter uma característica fundamental para um empreendedor, que é a inquietação, a busca constante por trazer novidades e inovação. Essa inquietação não pode faltar e, também, não se pode desanimar em momento algum. Ainda, é preciso ter controle financeiro, foco, planejamento e persistência”, enumera a empresária a respeito das características necessárias a um empreendedor.

Quanto às conquistas recentes da empresa,  sempre houve sonhos quanto à ela, e está muito felize e grata pelos os resultados obtidos pelos seus produtos. “E queremos sempre mais, nunca se pode ficar estagnado. Mas, é importante lembrar que sozinho não se faz nada, então, é preciso ter uma boa equipe. Gosto também de pensar que a empresa são pessoas e o mercado são pessoas, então, o seu sucesso depende, também, das pessoas ao seu redor”, finaliza.

 



Galeria de fotos: 1 fotos
Créditos: Isadora Brehmer/JP
Veja também:









Publicidade

  • 
    50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg