Segunda-Feira, 22 de Julho de 2019

facebook_icon

Hoje: Máx 26Cº / Min 15°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

A expectativa do comércio para a Páscoa

A Páscoa é, tradicionalmente, uma celebração que traz um incremento para o comércio ligado ao setor de chocolate. E em Pomerode, quem trabalha neste ramo, conta com o feriado para conseguir dar um up nas vendas

b98aa931bb9e0adef99ffc7e6914af05.jpg Foto: Divulgação

A Páscoa é, tradicionalmente, uma celebração que traz um incremento para o comércio ligado ao setor de chocolate. E em Pomerode, quem trabalha neste ramo, conta com o feriado para conseguir dar um up nas vendas.

Segundo a Câmara de Dirigentes Lojistas de Pomerode (CDL), o mercado está projetando um crescimento, nesta Páscoa, de 3% a 5%, em uma comparação com o resultado do ano passado, já que a data não é tão expressiva para o comércio da cidade, como o Dia das Mães e o Natal. De acordo com o presidente da entidade pomerodense, Alexandre Grützmacher, muitos dos comércios que trabalham com vendas de chocolates optaram por uma estratégia diferente neste ano.

“Devido ao preço dos ovos de grandes marcas, muitos apostaram em chocolates regionais ou até de marcas internacionais, para tentar atrair o público com algo diferente”, explicou.

Mas não é apenas a venda de chocolate que ganha um incremento na Páscoa. Outros setores, segundo Grützmacher, também projetaram um crescimento nas vendas nesta época, como o de papelaria. Na Refopa Joli, por exemplo, foi criado um ovo especial com produtos de papelaria, que fez muito sucesso.

“Com ele, que fez muito sucesso, conseguimos projetar um crescimento de cerca de 10%. Acredito que o mercado, hoje, está seguindo uma tendência de comprar menos ovos de chocolate e mais outros tipos de presente, por isso, a importância de os comerciantes sempre buscarem inovações, porque a forma de presentear está sendo reinventada”, ressalta o presidente da CDL.

Ainda falando em estratégias diferenciadas, Grützmacher afirma que outro ponto importante é pensar nos turistas. “Precisamos entender e buscar os turistas, porque quando o consumidor está viajando, ele está propenso a comprar também coisas que atendam à sua necessidade”, afirma.

Época fundamental

Mas para quem depende da venda de chocolate, a Páscoa precisa ser um momento com as vendas lá em cima. A Nugali Chocolates, para isso, apostou também em inovações, com lançamentos para a Páscoa, conforme explica o diretor de produção, Ivan Blumenschein.

“Todo ano, trazemos lançamentos para a Páscoa, mas também reeditamos produtos que já se tornaram clássicos da marca. Como novidade, tivemos os Ovinhos ao Leite, miniovos decorados com chocolate branco e cacau negro, que parecem ovinhos de verdade. Nosso tradicional Ovo de Louça ganhou uma roupagem nova e novo sabor, e os consagrados Ovinhos Pintados e a Galinha dos Ovos de Ouro voltaram às prateleiras”, comenta.

Por ser sempre associada a chocolate, a Páscoa representa um incremento nas vendas. A Nugali estima um crescimento de 15% nas vendas, em relação ao ano passado, mantendo uma constante de crescimento todos os anos.

“A Páscoa representa cerca de 25% para o faturamento da Nugali. O nosso consumidor tem o perfil de comer chocolate ao longo de todo o ano, por isso não temos uma dependência tão grande da data - para muitas marcas, este número é superior a 35%. Ainda assim, é a época de maior movimento, pois o chocolate tem uma associação muito forte com a Páscoa”, ressalta Blumenschein.

Nos meses que antecedem a Páscoa, há uma aceleração no ritmo de produção da fábrica, e, normalmente, é a época em que a empresa contrata novos funcionários, e aqueles que se identificam mais com a empresa, ficam de forma definitiva. 

O diretor de produção também explica o motivo de os ovos de Páscoa terem um valor maior. “Muita gente questiona por que ovos de chocolate são mais caros do que barras de chocolate. São produtos feitos de forma bastante artesanal, mais trabalhosos para moldar, para embalar e para transportar. Também costumam exigir bastante trabalho manual e embalagens especiais. Mas o mais importante é que o chocolate seja de qualidade, independente o formato. E, acima de tudo, que a Páscoa seja um momento de celebração com as pessoas próximas”, finaliza.



Galeria de fotos: 1 fotos
Créditos: Divulgação
Veja também: