Jornal de Pomerode


A Casa precisa de Solidariedade

A Casa da Solidariedade atua desde 1996 em Pomerode. Entidade filantrópica, funciona como uma Comunidade Terapêutica no tratamento e recuperação de dependentes químicos e etílicos, para que retornem à comunidade dispostos a trabalhar e a fazer o bem.

3ea1712a0258ed5b4ff14b5eb4c71ddb.jpg Foto: Arquivo JP

A Casa da Solidariedade atua desde 1996 em Pomerode. Entidade filantrópica, funciona como uma Comunidade Terapêutica no tratamento e recuperação de dependentes químicos e etílicos, para que retornem à comunidade dispostos a trabalhar e a fazer o bem. 

A Casa possui capacidade para 30 moradores, das quais, 18 vagas estão preenchidas atualmente.

Neste momento, segundo o presidente da instituição, Marco Antônio Marques Godoy, a Casa da Solidariedade necessita da colaboração da comunidade e empresários através de doações. 

“Precisamos de ajuda na doação de alimentos, desde um pacote de arroz até uma cesta básica. Ou aqueles que não puderem ajudar com alimentação, podem ajudar com uma doação espontânea em dinheiro. Estamos com dificuldades financeiras, pois a antiga presidência da casa deixou uma dívida na Receita Federal de R$180.000,00, valor que, com muito esforço, foi negociado e estamos pagando mensalmente, mas devido ao alto valor da dívida, as parcelas ficaram bem altas.

Sendo assim, não sobra muito para gastos básicos, como luz, água, telefone e, principalmente, para a alimentação dos pacientes”.
Os dados para depósito, no Banco do Brasil, são Agência: 2474-0 / Conta Corrente: 1.747.029 – Casa da Solidariedade.

Ajudar ao próximo

A Casa conta com ampla área territorial, dividida em horticultura, área para trabalhos laborais, espaço para convívio e descanso. O trabalho realizado pela entidade é de suma importância e não pode parar. Ajudar ao próximo também é uma missão. 



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • b24e1f3813003e2cb3b72b7c37281d09.jpg