Jornal de Pomerode

Edição Impressa



A arte como hobby e sustento

Artista relata a paixão pelo que faz, trazendo alegria e cor às suas peças. A história da artista Sara Jacuniak, de 30 anos, paranaense, que há 10 anos escolheu viver em Santa Catarina, traz criatividade e amor pela sua vocação

c7d3b24a2529a54f632e2981b7e6217f.jpg Foto: Divulgação

O amor pela arte pode ser despertado nas pessoas das mais diversas formas. Mas quando ele começa, não há limites para a criatividade e para a vontade de colocar o seu talento em prática. Essa é a história da artista Sara Jacuniak, de 30 anos, paranaense, que há 10 anos escolheu viver em Santa Catarina.

“Eu sempre adorei desenhar e pintar, mas comecei a trabalhar com a arte somente em 2011. Antes disso eu trabalhava no comércio, em Balneário Camboriú, mas hoje, vivo apenas da arte”, relata a artista. Ela revela que tudo começou com a personalização de tênis All Star e de camisetas.

Aos poucos, o jeito de pintar de Sara foi se aperfeiçoando e, também, expandindo-se para outros tipos de materiais. Hoje, a artista pinta objetos como quadros, bolsas, sapatos, cerâmica e porcelana. E para fazer as suas pinturas, Sara utiliza diferentes técnicas no processo.

“Gosto muito da técnica da aquarela e espatulado, mas não tenho um estilo definido. Porém, dá para perceber que tem a alma da Sara em cada coisa que eu pinto”, comenta, rindo. Ela também afirma que, por ter não ter um estilo definido, está aberta a um constante aperfeiçoamento. “Busco sempre me aperfeiçoar, correndo atrás de dicas e técnicas de vários outros artistas pelo mundo. Desafio a mim mesma fazendo, às vezes, aquilo que não domino, pois errando, a gente aprende mais”, ressalta.

Sara considera gratificante poder trabalhar com a arte, ainda mais levando em conta que no Brasil a arte não é tão valorizada, tornando ainda mais difícil a tarefa de quem vive desta área.

Mesmo assim, ela afirma estar sempre motivada para concretizar a sua inspiração, em desenhos, cores e formas. “O que me motiva a continuar é a paixão pela arte. Eu amo o que faço e não trabalharia com outra coisa. Graças a Deus isso não é um hobby na minha vida, é o meu sustento, e ao mesmo tempo, minha diversão. Poucas são as pessoas que trabalham com o que amam e eu sou uma delas”, finaliza. 

Quem quiser conhecer um pouco mais sobre o trabalho de Sara, pode acompanhá-la no Instagram (@sarajacuniak). Na rede social ela já acumula mais de 10 mil seguidores e, na página, ela publica as suas obras, somando mais de 3,6 mil publicações.

 



Galeria de fotos: 7 fotos
Créditos: Divulgação Divulgação Divulgação Divulgação Divulgação Divulgação Divulgação
Veja também:









Publicidade

  • 
    50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg