Jornal de Pomerode


A acolhida quando preciso

No dia 27 de agosto de comemora-se o Dia do Psicólogo. Desmistificar a profissão e o trabalho realizado pelos profissionais junto às pessoas ainda é necessário, tendo em vista que o preconceito ainda é empecilho para a busca de auxílio especializado.

87f53b9e47c6571d7f195f38cff9ec40.JPG Foto: Divulgação

No dia 27 de agosto de comemora-se o Dia do Psicólogo. Desmistificar a profissão e o trabalho realizado pelos profissionais junto às pessoas ainda é necessário, tendo em vista que o preconceito ainda é empecilho para a busca de auxílio especializado.

Se perguntarmos a 10 pessoas qual o conceito de Psicologia, provavelmente teremos 10 respostas diferentes, e essas respostas podem variar muito. E se perguntarmos por que alguém procuraria os serviços de um psicólogo, é possível que tenhamos também grandes diferenças entre cada uma dessas respostas. “Ainda há quem pense que alguém procura um psicólogo porque está ‘louco’, porque é ‘desajustado’ ou porque tem algum problema mental. A chance de que um psicólogo atenda uma pessoa ‘louca’ em consultório é bem pequena, até porque aqueles que ‘saem’ da realidade, surtam (no sentido técnico) ou passam a desenvolver algum quadro psicológico que seja considerado loucura, geralmente não estão em condições de procurar um psicólogo em consultório. Geralmente, essas pessoas buscam a intervenção medicamentosa consultando um psiquiatra em ambulatório ou, em casos mais graves, procuram esse especialista em alguma instituição”, explica a psicóloga Cinthia C. Volkmann Thies.

O psicólogo, geralmente, é procurado por pessoas  que tm a necessidade de recuperar o autocontrole, como nos casos de alguém que esteja acima do peso e necessite resgatar o controle do comportamento alimentar; ou no caso de alguém que seja muito ansioso e precise aprender formas de controlar a ansiedade. Há quem tenha um medo exacerbado de falar em público ou um medo de dirigir e queira ou precise mudar essa situação. Em alguns casos, há quem esteja deprimido, sem esperanças e precise mudar o cenário à sua volta e passar a enxergar a vida de outra forma. “Nessas e em tantas outras situações, o psicólogo é o profissional dotado de conhecimento teórico, filosófico e técnico para ajudar. Por meio de técnicas e de uma análise profissional do problema apresentado, o psicólogo ajuda o cliente a enxergar novas formas de agir na vida e auxilia na mudança de atitudes, de forma sistemática e orientada”, ressalta Cinthia.

Assim como um médico trata do problema físico, o psicólogo trata do problema emocional, psicológico. As nossas dores emocionais, que provocam no corpo físico sintomas dolorosos, muitas vezes, são a causa de doenças graves, como, por exemplo, o câncer. “Angústias, medos, ansiedades,  problemas de relacionamento, que desencadeiam as depressões e tantas outras dificuldades e inquietações, dificultam ou, até mesmo, impedem o desenvolvimento saudável da vida da pessoa, que sofre por não saber lidar com elas. A psicoterapia é o caminho para enfrentar essas questões que incomodam. É um cuidado que se tem com sua saúde emocional.

Ter saúde não significa apenas não ter alguma doença instalada no corpo ou na mente. Ter saúde significa viver bem, ter qualidade de vida emocional, sensação mental de leveza e alegria, dispor de bem estar físico, e prazer de conviver e compartilhar da companhia de outras pessoas”, completa.

Então vem a pergunta: Será que eu devo procurar um Psicólogo? “Quando algumas coisas parecem não se “encaixarem” muito bem em sua vida, pode ser o caso de você considerar a ajuda de um profissional. O fato é que ,hoje, o tabu de se procurar um especialista em saúde mental somente quando se acredita ter algum transtorno grave foi quebrado. Sendo assim, buscar manter o equilíbrio entre saúde física e mental/emocional, tem sido cada vez mais comum. É um investimento em sua qualidade de vida psíquica, orgânica e social, e no seu crescimento pessoal. Fazer psicoterapia é reservar um espaço, um lugar e um tempo na sua vida para cuidar de si. Para mim, esta profissão significa ter o privilégio de viver para ajudar as pessoas a serem mais felizes”, finaliza.

É hora de procurar um Psicólogo? 

Talvez estas sete dicas possam te ajudar:

1 – NINGUÉM ME ENTENDE
Às vezes, nem mesmo seus amigos mais próximos te entendem. Parece que nenhuma conversa te mostra o caminho que você realmente poderia seguir, parece que, por mais que você explique, ninguém pode te compreender como você gostaria, sem julgamentos. Se não vê mais opção, tome coragem e procure a ajuda de um profissional.
2 – NADA PARECE “ANDAR”
Você sente que já fez de tudo, já tentou de tudo, mas nada dá certo; as coisas não vão para frente. Quando acreditar que já utilizou todos os artifícios, calma! Ainda faltam muitos!  Um profissional preparado como o psicólogo irá lhe auxiliar muito.
3 – ESTOU À “FLOR DA PELE”
Sente-se como uma bomba-relógio prestes a explodir a qualquer momento? Sente uma dor no peito e se altera por nada? Quando percebe, já “chutou o balde” por motivos que podem parecer mínimos? Pensar que não tem solução é normal, converse com alguém preparado.
4 – CADA DIA UMA DOR DIFERENTE
Definitivamente o corpo fala! A ansiedade e outras perturbações emocionais podem gerar distúrbios físicos. Você percebe que a cada dia surge uma nova dor, um novo desconforto? O equilíbrio exige mente e corpo sãos. Pode estar na hora de buscar a ajuda de um Médico ou Psicólogo, ou, quem sabe, dos dois.
5 – NÃO TENHO VONTADE DE FAZER NADA
Ter esta sensação é normal, somos seres humanos. O que não é normal é ceder a ela. Somos seres para ficar de pé, em movimento! Deitar o dia inteiro não é produtivo. Procure ajuda, levante-se! O primeiro passo precisa ser dado.
6 – EU NÃO PRECISO DE PSICÓLOGOS
Você está certíssimo! Se você está com a sua vida sob controle, consegue lidar perfeitamente com suas emoções e seus conflitos internos e externos, é porque alcançou excelência, é estável. Mas se algo não estiver bem, sente que tem dificuldades com determinados relacionamentos ou situações, que algumas emoções parecem te dominar e fazer com que as coisas que fogem de seu controle lhe causem sofrimento, um profissional pode, sim, ajudar.
7 – NÃO TENHO TEMPO PARA ESSAS COISAS
Todos nós temos 24 horas por dia. Por que o dia de algumas pessoas parece render mais que o de outras? O que ocorre com o seu tempo, que nem tempo tem? Tem tempo para si mesmo? Se você mesmo não faz parte do seu planejamento, algo pode estar desalinhado, cuide-se!
 

 



Tags:
Veja também:
Galeria de fotos: 2 fotos









Mais vistos

Publicidade

  • 50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg