Jornal de Pomerode

Edição Impressa



50 anos de dedicação e comprometimento

Conseguir fazer um negócio ter sucesso não é tarefa para qualquer um. Mas conseguir que este mesmo negócio continue rendendo bons frutos após 50 anos, é digno de receber os “parabéns”.

c76c60179327c58ac6a200c3f9ddc7fc.jpg Foto: Isadora Brehmer/JP

Conseguir fazer um negócio ter sucesso não é tarefa para qualquer um. Mas conseguir que este mesmo negócio continue rendendo bons frutos após 50 anos, é digno de receber os “parabéns”. 

E é isto que Nelso Hoge, de 73 anos merece, os cumprimentos por manter há 50 anos a revenda autorizada da Liquigás em Pomerode, aniversário comemorado no dia 17 de dezembro, data em que a empresa foi, oficialmente, aberta. Na época, ela se chamava Hoge Companhia e era uma sociedade entre os irmãos Nelso e Gert Hoge, formando uma parceria que durou muitos anos. 

“Eu trabalhava primeiro em Blumenau, com assistência técnica e elétrica, desde os meus 16 anos. Depois, vim para Pomerode e comecei a trabalhar em uma mecânica vendendo gás, que foi onde adquiri minha experiência. Eu e meu irmão decidimos começar a revenda de gás porque sentimos que em Pomerode havia uma necessidade. Naquele ano (1967) não havia uma distribuidora de gás aqui e os que já possuíam fogão a gás, iam buscar em outros locais”, relata Hoge.

A primeira nota fiscal emitida pela empresa é, hoje, exibida com orgulho pelo proprietário da empresa, datada de 18 de dezembro de 1967. Ele relembra, também, que o início foi difícil, quanto às entregas, principalmente. Hoge comenta que fez muitas viagens de entrega com a bicicleta, ainda quando as ruas de Pomerode não eram pavimentadas. Algumas vezes, o pai emprestava os caminhões para as entregas e, ainda, em outras oportunidades, as entregas foram feitas de jipe. 
“Quando completamos dois anos de empresa, compramos o primeiro caminhão e a parte das entregas ficou mais fácil. Mesmo assim, normalmente eu fazia tudo sozinho, carregava, descarregava e entregava”, conta. 

Após anos de parceria, a sociedade entre os irmãos se desfez, mas logo Nelso teria nova ajuda no comando da empresa. Em 1980, o filho, Jonas Hoge, começou a trabalhar na Liquigás Pomerode. E a relação deu muito certo, já que, segundo os dois, sempre houve bom senso para não misturar o lado pessoal com o profissional.
“Nós sempre tivemos muito clara essa separação entre as relações pai/filho e patrão/empregado. Eu sabia que meu pai sempre teria a palavra final, então, estava tudo sempre muito claro”, afirma Jonas Hoge.

Hoje, a empresa já conta com seis colaboradores e cinco caminhões, e é a mais antiga revendedora da marca entre os estados de Santa Catarina e Paraná. Pai e filho ainda guardam lacres e notas antigas da empresa, como forma de preservar a história. “Começamos com nada e hoje temos uma boa estrutura. Por isso, agradecemos os clientes, amigos e colabores pela confiança”, finalizam Nelso e Jonas.

 



Galeria de fotos: 1 fotos
Créditos: Isadora Brehmer/JP
Veja também:









Publicidade

  • 
    50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg